Em atendimento à legislação eleitoral, os demais conteúdos deste site ficarão
indisponíveis de 2 de julho de 2022 até o final da eleição estadual em São Paulo.

Menu Mobile CONHEÇA A FUNDAÇÃO OSESP

Festival de Inverno Campos do Jordão

Festival de Inverno Campos do JordãoFestival de Inverno Campos do Jordão

Sala de Imprensa

Releases


Festival de Inverno de Campos do Jordão chega à sua 52ª edição inspirado no modernismo

O Festival de Inverno de Campos do Jordão, reconhecido como o maior e mais tradicional evento de música clássica da América Latina, chega à sua 52ª edição em 2022. A programação artística e pedagógica acontece de 02 a 31 de julho e estará dividida entre as cidades de Campos do Jordão e São Paulo. O Festival de Campos do Jordão é promovido pela Fundação Osesp, pela Prefeitura de Campos do Jordão e pelo Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado.

Serão ao todo 84 concertos, sendo 90% deles gratuitos, em cinco locais espalhados por Campos do Jordão: o tradicional Auditório Claudio Santoro, no Parque Felicia Leirner (apresentações de sexta a domingo); o recém-inaugurado Parque Capivari (sábados e domingos); o Palácio Boa Vista, com concertos na Capela de São Pedro e em um palco externo (sábados e domingos); e a histórica Igreja de Santa Teresinha, no centro da cidade (sextas-feiras). A Sala São Paulo também uma agenda diária de apresentações divididas entre a Sala de Concertos e a Sala do Coro, e ênfase em apresentações de Artistas do Festival.

Os 100 anos da Semana de Arte Moderna de 1922, completados em fevereiro último, permeiam toda a programação do Festival, que neste ano acontece com o tema Modernos Eternos. A expressão é inspirada no início do poema Eterno, do livro Fazendeiro do Ar (1954), do poeta mineiro Carlos Drummond de Andrade:

“E como ficou chato ser moderno
Agora serei eterno”

Um panorama do modernismo internacional, em especial das décadas de 1920 e 1930, poderá ser ouvido nos programas do Festival, com obras sinfônicas e camerísticas de compositores que chegaram à maturidade nesse período, como Igor Stravinsky, Béla Bartók, Manuel de Falla, Sergei Prokofiev, Silvestre Revueltas, Paul Hindemith, Bohuslav Martinů e, é claro, Heitor Villa-Lobos, o grande nome da música brasileira presente na Semana de 1922. Também serão lembrados o bicentenário do romântico belga César Franck e o centenário do vanguardista brasileiro Gilberto Mendes.

No módulo pedagógico, o Festival de Campos do Jordão receberá ao todo 142 alunos e 52 professores, que juntos vivenciarão mais de 1.000 horas-aula ao longo de quase um mês de Festival. Estão programadas seis masterclasses com professores de destaque no cenário musical internacional: o violoncelista Leonard Elschenbroich e o pianista Alexei Grynyuk. A Orquestra do Festival, formada por alunos e professores, se apresentará sob regência do brasileiro Marcelo Lehninger, do turco Çem Mansur e do inglês Neil Thomson. Haverá, ainda, a entrega do tradicional Prêmio Eleazar de Carvalho, cujo nome homenageia o maestro criador do Festival e que premiará o músico de maior destaque do evento.

 

PRÊMIOS E BOLSAS

O Prêmio Eleazar de Carvalho contemplará o/a bolsista que mais se destacar nessa edição, concedendo a ele/a uma bolsa de US$ 1.400 mil (um mil e quatrocentos dólares) mensais para estudar por um período de até nove meses em uma instituição estrangeira de sua escolha, além de ter cobertas as despesas de translado entre o Brasil e o exterior. A Fundação Osesp poderá premiar outros bolsistas que se destacarem durante as atividades com bolsas na Academia de Música da Osesp.

 

SOBRE O FESTIVAL DE VERÃO E INVERNO DE CAMPOS DO JORDÃO

Criado em 1970 pelos maestros Eleazar de Carvalho, Camargo Guarnieri e Souza Lima, o Festival de Verão e Inverno de Campos do Jordão Dr. Luís Arrobas Martins foi inspirado no Festival de Tanglewood, nos EUA, e combina, com excelência, uma programação de música de concerto a um trabalho pedagógico amplo e qualificado.

Ao longo de suas 50 edições, o evento se consolidou como o maior e mais importante festival de música clássica da América Latina, oferecendo aos bolsistas a vivência com importantes nomes da música nacional e internacional e, paralelamente, uma programação cultural de qualidade – neste ano totalmente gratuita –, que beneficia não somente a cidade de Campos do Jordão como todo o seu entorno, ampliando as oportunidades de acesso à música erudita.

REALIZAÇÃO

O 52º Festival de Verão e Inverno de Campos do Jordão é um programa do Governo do Estado de São Paulo, realizado por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado e pela Fundação Osesp. Tem direção executiva de Marcelo Lopes, direção artística de Arthur Nestrovski e coordenação artístico-pedagógica de Fábio Zanon.

O Festival conta o patrocínio da cerveja Baden Baden, da Sabesp e do Instituto Cultural Vale, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura. Promoção da Folha de São Paulo e da 29Horas. Realização: Fundação Osesp, Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal.